9.11.14

Resenha: Dançando sobre cacos de vidro - Ka Hancock


Dançando sobre cacos de vidro
Autora: Ka Hancock
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Lançamento: 2013
Nota: 5/5

Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles.
Contrariando toda a logica que indicava que sua historia não teria futuro, eles se casam e firmam - por escrito - um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpa-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey sempre será honesto. Lucy será sempre paciente.
Como em qualquer relação, eles tem dias bons e dias ruins - alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética.
Porem, em seu 11º aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma noticia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora pra outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor.

Ganhei o marcador desse livro e, semanas depois, o livro, e ambos de aniversário, antes disso ainda não conhecia o livro, porem assim que li a sinopse senti que tinha que ler. Comecei a ler e terminei em pouquíssimo tempo. Li o final dentro do ônibus, o que foi uma péssima escolha, tive que me controlar muito pra não chorar ali mesmo. Nota 5/5, com certeza.
Comecei o livro já preparada pra qualquer impacto, mas não criei grandes expectativas. Oh céus, como eu estava enganada... mesmo que eu tivesse criado todas as expectativas, com certeza teriam sido superadas.
Ka, que alem de autora é enfermeira e mãe de quatro filhos, descreve detalhadamente durante todo o livro, cenário, personagens, feições, sentimentos e emoções, mas nunca completamente, o que dá uma liberdade total pro leitor de imaginar também. A escrita é fascinante, eu não consegui largar o livro de tao cativante e intenso.
Outra coisa que gostei muito é que temos tanto a visão de Lucy quanto a de Mickey, o que faz você ter ainda menos vontade de largar o livro (a não ser pra secar as lagrimas, recomendo uma caixa de lenços bem a mão durante a leitura).
A unica coisa que não gostei foi a capa, ela faz com que o final que já é previsível fique mais previsivel ainda, o que não significa que não seja emocionante.
O livro traz uma lição incrível e faz com que a gente pense um pouco mais na vida. Super recomendo, ja é um dos meus favoritos.

Beijos recheados de amor e desculpas pela sumida, Poliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário