12.7.14

Resenha: Trono de Vidro

Trono de Vidro
Autora: Sarah J. Mass
Editora: Galera Record
Páginas: 390
Lançamento: 2013
Série: Trono de Vidro
Ficção Americana
Nota: 5/5












Sinopse:
Depois de cumprir um ano de trabalhos forçados nas minas de sal de Endovier por seus crimes, Celaena Sardothien, 18 anos, é arrastada diante do príncipe. Príncipe Dorian lhe oferece a liberdade sob uma condição: ela deve atuar como seu campeão em um concurso para encontrar o novo assassino real. Seus adversários são ladrões e assassinos, guerreiros de todo o império, cada um patrocinado por um membro do conselho do rei. Se ela vencer seus adversários em uma série de etapas eliminatórias servirá no reino durante três anos e em seguida terá sua liberdade concedida.
Celaena acha suas sessões de treinamento com o capitão da guarda Westfall desafiadoras e exaustivas. Mas ela está entediada com a vida da corte. As coisas ficam um pouco mais interessantes quando o príncipe começa a mostrar interesse por ela... Mas é o rude capitão Westfall que parece entendê-la melhor.
Então um dos outros concorrentes aparece morto rapidamente seguido por outros... Pode Celaena descobrir quem é o assassino antes que ela se torne a nova vítima? A medida que a investigação da jovem assassina se desenrola a busca por respostas a leva descobrir um destino maior do que ela jamais poderia ter imaginado.

Meus deuses! Este livro mudou COMPLETAMENTE minha visão sobre livros medievais, eu costumava odiar coisas de séculos passados e com este livro foi tão diferente, eu me apaixonei, eu amei, eu chorei, eu ri, eu surtei, eu quis jogar na parede, eu quis abraçar e ficar com ele para sempre! Obrigada tia Célia tia da biblioteca da escola por me convencer a ler esta maravilha! Eu estou maluca para ler o resto e comprar este volume para mim!!! Minha maior experiência com a história foi que eu decidi marcar cada parte que eu gostasse muito, utilizei aqueles marcadores simples mesmo na foto do livro vocês conseguem ver quantas partes eu marquei. Foram muitas partes, 31 para ser mais exata ^u^
Sobre Celaena: Gente que personagem maluca e apaixonante, ela é meticulosa, esperta, inteligente, maluca e tem uns golpes que você fica louca como num filme de ação! E o fato dela amar livros me fez ficar mais "próxima" da personagem. Eu passei o livro inteiro esperando ela ter um caso ou com Dorian ou com Chaol, eu sou muito de querer romances nas minhas leituras. Quando ela está refletindo sobre si mesma eu me perguntei qual seria a história da assassina, qual seu nome verdadeiro, quem eram seus pais, onde ela viveu, como ela suportou ser treinada para matar. Nem tudo foi esclarecido no primeiro livro então espero mesmo que a autora para de me deixar curiosa e conte mais no segundo u-u
Sobre Chaol e Dorian: Eu casaria com eles, meus deuses! Eles são apaixonantes, os olhos azuis de Dorian e o semblante protetor de Chaol me fizeram ficar caidinha pelos dois. Só falta Celena se tocar que tem dois gatos ao lado dela! Eu queria muito jogar o livro na cabeça da autora com as reviravoltas do romance deles, é agonizante, isto tornou o livro mais maravilhoso ainda!
A história foi bem construída, é uma versão de Cinderela, e é uma versão totalmente envolvente, eu demorei para ler o livro pois no começo não estava tão segura sobre o livro ser bom ou não, mas lá pro começo da metade eu já fui devorando o livro sempre que tinha um tempinho!
O estilo medieval no livro é presente de uma forma leve, não é com uma linguagem muito coloquial e com poucas palavras e termos antigo, isso me deixou mais aliviada, pois o que mais me incomoda em livros medievais são coisas complicadas de ler, se eu não entendo uma palavra na leitura é fácil procurar, mas passar um livro todo procurando palavras me desanima, graças aos deuses não tive que fazer isso com Trono de Vidro.

Essa parte pode conter spoilers

Resolvi selecionar algumas frases/partes que eu mais gostei e marquei:

Página 60: 
"- Eu nunca vi... Quantos livros existem aqui?
Chaol deu de ombros.
- Da última vez que alguém se deu ao trabalho de contar, havia um milhão[...]
- Mais de um milhão? Um milhão de livros?
O coração de Celaena saltitava e dançava, e ela abriu um sorriso.
- Eu morreria antes de conseguir ler a metade de tudo isso.
- Você gosta de ler?
Ela levantou uma sobrancelha.
-Você não?"

Página 177:
"Embora pudesse ser um Havilliard, ele era.. Bem, Celaena queria muito beija-lo."

Página 215:
"- Deboche de mim de novo - disparou ela com ódio para Verin - e farei isso com a espada da próxima vez. - Então a assassina se afastou dele e viu Brullo com uma expressão estupefata. - Eis uma lição para você mestre de armas - disse Celaena, enquanto passava por ele -, dê-me homens de verdade com quem lutar. Então talvez eu me incomode em tentar."

Página 251:
"- Paixões ao por do sol - leu o príncipe, e abriu o livro em uma página aleatória. - "Suas mãos acariciaram gentilmente a pela macia e cor de mármore dos sei... - Os olhos deles se arregalaram. - Por Wyrd! Você lê mesmo essa porcaria? O que aconteceu com o Símbolos e poder e A cultura e os costumes de Ellywe?"

Tem mais pedacinhos do livro mas não vou deixar este post gigante.

Com amor, Bea.


4 comentários:

  1. Quero muito que o segundo livro lance no Brasil *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também! Como eu amei Trono de Vidro, estou super curiosa para saber o destino de Celaena ^u^
      Beijos

      Excluir
  2. A parte mais emocionante do livro é a disputa final, a ansiedade era tanta q até virar as páginas era difícil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza, eu fiquei extremamente ansiosa nessa parte!

      Excluir