8.7.14

Resenha: O Jogo da Mentira - Sara Shepard


O Joga da Mentira
Autora: Sara Shepard
Editora: Rocco Jovens Leitores
Páginas: 294
Lançamento: 2013
Série: The Lying Game - Livro 1
Ficção Americana
Nota: 5 de 5


Sinopse:
O jogo vai começar. Primeiro volume da nova série da autora de Pretty Little Liars, que ficou mais de 50 semanas no ranking do The New York Times e vendeu mais de cinco milhões de exemplares, O Jogo da mentira acompanha a história de duas gêmeas separadas ao nascer e unidas por um misterioso assassino. Com uma trama ainda mais intrincada e sombria, que tem início quando Emma resolve trocar de lugar com a irmã, a série repete a trajetória de sucesso de PLL, com um enredo repleto de suspense, intrigas e reviravoltas de tirar o fôlego, e uma bem-sucedida adaptação para a TV.

O que falar sobre este livro? É maravilhoso! Li em apenas um dia, foi viciante e encantador, amo um clássico suspense e é o que não falta nesta história. O mistério de quem matou Sutton é agoniante, eu passei o livro todo roendo as unhas tentando descobrir quem foi, e no primeiro livro são tantas pessoas suspeitas que você não sabe mais em quem confiar, Emma sofre tentando se encaixar na vida da irmã sem surtar completamente nem dar bandeira que não é Sutton. O fim do livro é surpreendente e agonizante, termina tão abruptamente que eu fiquei olhando pro livro esperando aparecer algum capítulo secreto para continuar a história, quando não aconteceu só me restou ficar matutando sobre o que poderia acontecer.
A autora sobre muito bem escrever e deixar o leitor intrigado com a história, fiquei super curiosa para o resto, esperei meses para comprar o segundo e quando lançou o dinheiro não apareceu (então se vocês quiserem me mandar eu estou aceitando haha). O livro em si eu achei bem fininho, estou acostumada com 400 a 500 páginas em livros como esse, mas como PLL a autora economizou páginas, mas não deixou a desejar como na primeira saga. Foi bem escrito e bem trabalhado, não tenho a reclamar da história, não deixou incompleto além do final que me fez querem bater na Sara e nem teve furos. 
Sutton e Emma são tão opostas que você não consegue imaginar como são irmãs, Sutton é superficial e uma vaca na escola, já Emma é um amor de pessoa, foi criada por várias famílias e esperava ansiosamente pela liberdade sem ter que ser transferida a cada ano para famílias diferentes. Quando Emma vê a vida que Sutton levava enquanto ela pulava de lar em lar deixa Emma meio abalada, qual justiça tem em uma gêmea nadar no dinheiro em quanto outra é negada em lares adotivos
O fato do espirito de Sutton tentar ajudar Emma deixa tudo mais surreal e interessante, eu ficava desesperada para que ela conseguisse se comunicar com Emma, mas nem ela consegue se lembrar quem é seu assassino, você passa o livro variando entre Sutton lembrando aos poucos da noite de sua morte e Emma descobrindo cada vez mais sobre o que Sutton fez naquela noite, as duas participam ativamente da história descobrindo quase juntas e ligando todas as pistas, mesmo eu achando que ainda estão longe de descobrir quem matou Sutton a história vai se desenrolar de uma forma bem interessante, já estou ansiosa para ler o resto.

O livro fez tanto sucesso que foi lançada uma série, mas não ficou tão parecida com o livro e não teve a audiência esperada, foi logo cancelada, para a tristeza de quem a assistia, mas a primeira e a segunda temporada ainda está disponível virtualmente.

Recomendo o livro para quem gosta de suspense e para todos os fãs de PLL, vocês se deliciarão com essa história mais dramática e desesperadora que a morte de Allison. 

Com amor, Bea.


Nenhum comentário:

Postar um comentário